Como funciona esse método tão simples!

Antes de destrinchar pra você como desenhar qualquer coisa de forma simples e objetiva, é importante que você anote essa frase.

“O conceito é mais importante que qualquer a ferramenta”.

Isso porque se você entender o que for explicado nessa página, eu te garanto…

… Não importa o lápis, caneta, o material que você use,

Você vai desenhar qualquer coisa.

E pra ficar mais claro, vou te passar essas dicas em passos. Assim você nunca mais esquece.

Esses passos foram desenvolvidos pra que, tanto uma criança de 8 anos como uma senhora de 68 aprendessem em uma mesma sala de aula.

Aqui no Eudesenho é assim, tudo precisa ser simples ao ponto da minha filha de 5 anos conseguir entender.

Passo #1 – Desconstrua em FORMAS GEOMÉTRICAS

Pra ficar simples e você entender perfeitamente, dá uma olhada na imagem abaixo. (Esse exemplo é mostrado no meu curso fechado)

Um rosto é um círculo.

Os dois olhos são também dois círculos menores e ovais.

O nariz é um triângulo.

Uma boca é um retângulo.

Entende agora?!

Quando você “desconstrói” os elementos e percebe a figuras geométricas simples que formam cada um, desenhar deixa de ser uma tarefa impossível.

Dá uma olhada em outros exemplos…

Agora que você entende como enxergar as coisas, toda vez que você for desenhar qualquer outra imagem basta treinar sua visão pra desconstruir.

Esse é o primeiro passo!

Passo  #2 – Faça camadas!

Aqui está o maior erro que faz várias pessoas desistirem quando estão tentando aprender a desenhar.

Começar pelo final.

Pra ficar mais simples, dá uma olhada nessa imagem.

Você percebe que existe uma sequência?

Primeiro eu começo exatamente como eu te disse no passo 1, tudo em círculos, triângulos e retângulos.

Depois vem o esboço, onde você define melhor cada parte do desenho.

Pode parecer besteira, mas eu te garanto que por esquecer esse passos é que:

  1. Você faz um desenho que não cabe na folha
  2. Você se torna uma máquina de xerox e sempre faz os mesmos desenhos
  3. Partes do desenho ficam fora de proporção (Olhos tortos, braços de tamanhos diferentes, cabeça desproporcional e por aí vai…).
  4. Você não consegue criar seus próprios desenhos.

Por passar por coisas como essas é que muitas pessoas acabam desistindo, jogando o sonho na gaveta.

Passo  #3 – Tenha referências.

Essa também é uma dica que contribui muito para as pessoas que dizem não conseguir criar algum desenho.

Muita gente que diz ter essa dificuldade, na verdade tem poucas referências na cabeça.

É como querer escrever uma redação sem nunca ter lido uma.

E essa dica não serve só pra você, eu mesmo, até hoje tenho guardadas as minhas referências pessoais.

Um acervo gigante onde eu tenho os conteúdos que eu usei pra aprender e que me acompanham desde o ínicio até hoje…

Uma dica bônus dentro desse terceiro passo.

Normalmente, a maioria das pessoas acredita que criar na verdade é deitar em algum lugar e esperar a tal inspiração chegar pra “EURECA!”

Só que na verdade, essa foi a forma que propagaram a criatividade…

… mas existe um erro de conceito.

Se a partir de hoje você adotar o termo combinar ao invés de criar, tenho certeza que sua capacidade vai aumentar.

Isso porque aumentando suas referências, alimentando e buscando mais informações todos os dias, criar vai se tornar algo natural.

Passo  #4 – Treinar.

Aqui não existe uma frase melhor que: Treinar até a mão cair.

Calma, não vai ao pé da letra… rsrsrs

O que você precisa entender é que nada vem sem treino.

Por exemplo, o traço. Muitas pessoas comentam nos desenhos que posto, nas lives que eu faço:  

“Ivan, o que eu devo fazer para ter um traço profissional igual ao seu?”

Lógico que existe uma forma de melhorar o seu traço mas nada vence a repetição dessa técnica.

Uma das histórias que eu mais gosto de contar nas palestras e cursos que eu ministro é dos dois alunos que eu tive logo nas minhas primeiras turmas

O menino era muito bom, daqueles que escutavam ter nascido com o dom.

Quando eu passava um exercício, ele fazia três repetições e parava, afinal pra ele, aquilo já estava bom.

Só que a menina (que “não tinha o dom”) fazia 20, 30 repetições a mais que ele.

Normalmente as pessoas tem uma pasta com seus melhores desenhos, mas eu até brinco que ela tinha uma pasta pra cada exercício

Sim, uma pasta pra cada exercício!

E no final, adivinha quem acabou vivendo de desenho? Ela, é claro!

Sabe, talvez você não queira viver de desenho e isso seja um hobby apenas.

E tá tudo bem também, só que, o que você não pode deixar acontecer é voltar a manter esse sonhos guardado na gaveta.

Por exemplo, a Thalita, uma aluna que quis aprender a desenhar por pura diversão.

O sonho dela era aprender a desenhar animais mas o gosto por desenho dela é tão grande que ao terminar o curso, ela já estava recebendo encomendas.

Como o Charles de Vita, um cara bem ligado a cultura geek e que depois de aprender realismo no meu curso, hoje é super reconhecido e convidado até para dar algumas palestras.

E até o Ailton, um rapaz do Ceará que mesmo sem ter ferramentas investiu no curso, construiu uma mesa de desenho com a madeira do guarda-roupa e hoje vive de desenho fazendo encomendas para eventos.

Dá só uma olhada em alguns dos trabalhos desses alunos

Independente do seu porque…

… O que importa é que desenhar é pra todos sim e você pode resgatar esse sonho hoje praticando poucos minutos por dia a qualquer hora e qualquer lugar.

Se voltar a se divertir com esse sonho de infância e quem sabe ter uma renda extra pode parecer uma boa opção pra você…

Deixa eu te mostrar o próximo passo e o que você precisa fazer pra começar hoje, clica agora no botão abaixo.

×

Olá!

Clique no contato abaixo para iniciar

× Ajuda?