[img height=“1” width=“1" style=“display:none” src=“https://www.facebook.com/tr?id=847086035668168&ev=PageView&noscript=1"]

O que fazer quando pedem para você desenhar de graça?

O que fazer quando te pedem para desenhar de graça

Amigos são parceiros. E não se deve cobrar de parceiros. Quem dirá de parentes!

Certo?

Na verdade, fazer seu trabalho totalmente de graça pode ser mais prejudicial para você do que você imagina. É claro que você pode presentear alguém, e não vai pedir nada em troca por isso, né? Porém, essa deve ser a exceção e não a regra, e eu vou explicar para você porquê.

Continue lendo este artigo e descubra qual é a atitude ideal que você deve ter quando pedirem a você desenho de graça.

  1. Eles viram clientes, de graça ou não

desenhar de graca

Todo mundo fica te pedindo para desenhar de graça? Ah… é só para mostrar como ela ficaria no estilo Simpsons. Ou é apenas um favorzinho, um logo simples. Não custa nada e é rapidinho fazer a caricatura, de boa. Né não?

É engraçado: familiares e amigos, que deveriam ser os primeiros a dar uma força comprando os nossos desenhos, são os primeiros a justamente querer tudo de graça! De boa, isso faz parte. E acontece sempre.

Apesar de parecer complicado demais, é simples lidar com situações assim, porque tudo depende da sua própria atitude. E o mais grave é que se você fizer de graça uma vez, todo mundo vai querer que você faça de graça sempre.

Por isso, o que você deve fazer quando eles não param de ficar pedindo? Você deve cobrar.

Se você não cobra nada, as paredes criam um eco que alcança todo mundo. É algo do tipo “desenhista não cobra nada; faz tudo de graça!”. E ninguém vai reconhecer o valor daquilo que você faz.

Agora, se você cobra, vão olhar você como profissional. Vão saber que tem uma pessoa que desenha bem e ecoará de outra forma: “Olha, tem uma pessoa que cobra e desenha bem”. E isso chega nas empresas também.

Além disso, eu tenho uma notícia para dar a você: esses amigos que começam a pedir os desenhos acabam virando seus clientes.

Portanto, eduque seus amigos porque eles podem virar seus clientes.

  1. “Zé-Ajuda-Nada” e “João-Qué-Tudo”: histórias pra boi dormir

Existem pessoas que parecem mendigos por arte. Essa classe é profissional em pedir que os ilustradores desenhem de graça para eles. Ou que caricaturistas e músicos trabalhem de graça em suas festas em troca de comida!

Eu vou alertando você: cuidado com essas pessoas. Sabe porquê? Porque, assim como tem aquela galera que se amontoa em volta dos nerds em época de provas ou trabalhos, tem gente que se aproxima de você só por interesses egoístas.

Talvez, a pessoa nem seja seu amigo de verdade e apenas esteja querendo conseguir que você desenhe para eles por um bom preço ou de graça.

Eita, ficou tenso agora. Gente, é claro que você não tem que ficar com paranoia agora, achando que ninguém gosta de você! Nada a ver! Só tome cuidado com os pidões falsianos.

O próximo tópico fala dos amigos que só são pidões, e não falsianos. Porque tem uns amigos que são verdadeiros. E incentivam você… mas o ideal é sempre sair de graça para eles “no fim das contas”. Ã, ã, ã, sem acordo!

Sempre cobre, porque se forem realmente seus amigos, eles vão entender que é trabalho e que vale ser pago.

  1. Não precisa virar mercenário

Óbvio que não. Afinal, cobrar não quer dizer que você vai pedir R$ 100, R$ 300 ou R$ 1.000. Você não precisa se tornar um capitalista insuportável e faminto por dinheiro. Porém, também não quer dizer que você tenha que fazer de graça.

Tem como ser camarada sem ser um artista mendigo – além dos mendigos por arte, existem os artistas mendigos, isto é, artistas que dão tudo de graça, e não a respeitam o seu próprio trabalho, do qual eles dependem para viver.

Uma dica é que você pode fazer trocas justas. Por exemplo, em troca do desenho, peça uma caixa de lápis de cor, tintas novas ou, até mesmo, sucrilhos. Vale tudo e você escolhe. Ah, e se for um desenho mais complexo, peça umas 4 caixas de sucrilhos.

Desse jeito, você consegue educar essa galera sempre cobrando alguma coisa, mesmo que não seja dinheiro. E isso só valoriza o seu trabalho.

O seu trabalho pode ser um favor sem deixar de ter valor. 😉

  1. Amigo não pode ser só da boca para fora

amigos de graca

Resumindo, se os seus amigos começarem a pedirem desenhos de graça sempre, comece a cobrar. Isso vai educá-los a valorizarem o seu trabalho.

Alguns até preferem tratar amigos como clientes. Fazem orçamentos, contrato e cobram o valor como para qualquer outra pessoa. Assim, não misturam amizade com negócios e evitam ressentimentos. Quem sabe? Vai de cada um.

Mas uma troca justa já é uma boa e tá de bom tamanho.

Fonte: YouTube

5 1 vote
Article Rating
Compartilhe:
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Paste your AdWords Remarketing code here
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x